Professores denunciam governo Fernanda por perseguição política em Bacabeira

Dezenas de professores do município de Bacabeira estão sendo transferidos para os povoados mais distantes da cidade simplesmente porque não votaram na prefeita, Fernanda Gonçalo.

Está é mais uma das muitas retaliações que estão em curso contra quem votou no ex-prefeito da cidade, José Venâncio Corrêa Filho, o Venancinho (DEM), principal adversário da prefeita na ultima eleição municipal.

Sem saber o real sentido da palavra democracia, a gestora implementa uma política de vingança e represálias que demonstra exatamente o contrario daquilo que ela tenta aparentar nas redes sociais, provando cada vez mais, que nada tem de sensível ou generosa.

O argumento da prefeitura de que apenas está remanejando os professores para o seu local de origem como forma de negar a perseguição política e o abuso de poder, não se sustenta, uma vez que a medida afeta apenas aqueles que eram eleitores declarados do candidato oponente e que os docentes que votaram no atual governo, estão sendo mantidos, mesmo que também estejam em iguais condições.

Vale lembrar, que os governos anteriores sempre priorizaram o local mais adequado para lotação dos educadores como forma de facilitar a locomoção dos profissionais da educação.

Também causa estranheza, o fato de que os professores atingidos são justamente aqueles que foram as ruas em manifestação por terem sido lesados por um erro grave da prefeitura que causou sérios prejuízos aos servidores que estão na malha fina da receita federal.

Segundo os professores, uma audiência já está marcada no Ministério Público com o objetivo de provar na Justiça, a perseguição política implantada na cidade, que também atinge pessoas que há anos prestavam serviços no município, mas essa é pauta para outra matéria.

Desde o inicio do ano, uma série de ações do executivo estão afrontando diretamente a legislação, principalmente a Lei Orgânica Municipal e ainda assim tem sido ensurdecedor o silencio dos novos legisladores do município, que a proposito receberam seus primeiros valiosos salários no ultimo dia 20.

Nas redes sociais, professores prejudicados com a remoção que se manifestaram sobre assunto, receberam o apoio da população.

Deixe uma resposta